Brazilian Journal of Otorhinolaryngology Brazilian Journal of Otorhinolaryngology
Braz J Otorhinolaryngol 2017;83:426-31 DOI: 10.1016/j.bjorlp.2017.03.029
Artigo original
Sulfated glycosaminoglycans in human vocal fold lamina propria
Glicosaminoglicanos sulfatados na lâmina própria de prega vocal humana
Sung Woo Parka, Gustavo Polacow Korna, Elsa Yoko Kobayashib, João Roberto Maciel Martinsb,c,, , Noemi Grigoletto De Biasea,d,,
a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM), Escola Paulista de Medicina, Departamento de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Setor de Laringe e Voz, São Paulo, SP, Brasil
b Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM), Escola Paulista de Medicina, Departamento de Bioquímica, Divisão de Biologia Molecular, São Paulo, SP, Brasil
c Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM), Escola Paulista de Medicina, Departamento de Medicina, Divisão de Endocrinologia e Metabologia, São Paulo, SP, Brasil
d Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC‐SP), São Paulo, SP, Brasil
Recebido 05 Maio 2016, Aceitaram 10 Maio 2016
Resumo
Introdução

A distribuição, concentração e função dos glicosaminoglicanos nos diversos tecidos da prega vocal ainda não está esclarecida.

Objetivo

Avaliar a distribuição e concentração dos glicosaminoglicanos sulfatados nas diferentes camadas da prega vocal humana de acordo com o sexo e a idade.

Método

Foram usadas 11 pregas vocais obtidas de cadáveres (sete homens e quatro mulheres) sem lesão de laringe, com menos de 12 horas de óbito e entre 35 e 98 anos. As pregas foram submetidas à extração de glicosaminoglicanos da cobertura e ligamento e leitura pós‐eletroforese. Os dados foram comparados segundo camada, idade e sexo.

Resultados

A concentração de dermatan sulfato foi significativamente maior em todas as camadas. Não foram observadas diferenças nas concentrações totais de glicosaminoglicanos nas camadas estudadas quanto ao gênero. É significantemente menor em indivíduos abaixo de 60 anos na cobertura.

Conclusão

Dermatam sulfato, condroitim sulfato e heparam sulfato foram observados na cobertura e no ligamento de pregas vocais humanas, de ambos os sexos, sendo a concentração de dermatam sulfato foi significativamente maior em todas as camadas. A concentração de glicosaminoglicanos na cobertura é significativamente menor em indivíduos abaixo de 60 anos em comparação com idosos.

Abstract
Introduction

The distribution, concentration and function of glycosaminoglycans in the various vocal fold tissues are still unclear.

Objective

To evaluate the distribution and concentration of sulfated glycosaminoglycans in different layers of the human vocal fold according to gender and age.

Methods

We used 11 vocal folds obtained from cadavers (7 men and 4 women) with no laryngeal lesion, less than 12h after death, and aged between 35 and 98 years. The folds underwent glycosaminoglycans extraction from the cover and ligament, and post‐electrophoresis analysis. Data were compared according to the layer, age and gender.

Results

The concentration of dermatan sulfate was significantly higher in all layers. No differences were observed in the total concentrations of glycosaminoglycans in layers studied according to gender. It is significantly lower in the cover of individuals aged below 60 years.

Conclusion

Dermatan sulfate, chondroitin sulfate, and heparan sulfate were observed in the human vocal folds cover and ligament of both genders, with the concentration of dermatan sulfate being significantly higher in all layers. Glycosaminoglycans concentration on the cover is significantly lower in individuals below 60 years compared with elderly.

Keywords
Larynx, Glycosaminoglycans, Vocal folds
Palavras‐chave
Laringe, Glicosaminoglicanas, Pregas vocais
Braz J Otorhinolaryngol 2017;83:426-31 DOI: 10.1016/j.bjorlp.2017.03.029